sexta-feira, 15 de outubro de 2010

O calendário da vida não para, mas ontem o Sarau Suburbano

Fotos: Marilda Borges

Alessandro Buzo organizador da atividade
Ontem aconteceu o Sarau Suburbano em Itaim Paulista, Zona Leste, como peguei o trem em horário de pico, entendi o motivo que inspirou dois livros do escritor Alessandro Buzo..é o mundo dentro de um vagão...um demonstrativo do que é multidão, pessoas juntas e separadas,sem vínculos..apenas estando...enfim... Uma viagem que não considero longa, nem distante, nem o fim do mundo...pois faço caminho semelhante todos os dias para chegar a qualquer lugar que não seja no meu bairro Jardim Porto Velho, distrito do Grajáu...Esqueci de tirar umas fotos da Biblioteca Suburbano..fiquei muito contente com a variedade de livros, inclusive tinha um exemplar do Punga para que os leitores possam apreciar com ou sem moderação, muitos livros infantis, gibis...um país melhor se constroí com bons leitores, pessoas que conseguem escolher os seus próprios livros, usar a sua própria imaginação, fazer suas escolhas políticas e sociais...Ter escolhas... fiquei comovida com o espaço...eu sempre vi as periferias como pequenas cidades que tem sua própria forma de se movimentar...periferia é periferia em qualquer lugar, mas todas elas tem seu nome próprio...no centro de Itaim Paulista..é como se eu tivesse em Santo Amaro, mas tem coisas que encontro em uma que não encontro na outra... Vamos ao Sarau Suburbano...

O sarau de ontem dia 14/10, teve inicio com o Projeto Marginaliaria, organizador por Andrio e outros integrantes, mesclando literatura, música e teatro com textos de Ferrez, Andrio e Plinio Marcos. Algumas músicas de autoria dos músicos do projeto...Foi uma experiência maravilhosa..alimenta a nossa vontade de continuar...
Depois a atividade continuou e eu era a convidada do mês, não sei se atingi as expectativas, mas as vezes o silêncio me acompanha, acho que de tanto observar, quando as palavras precisam sair elas se embola, uma nas outras, da mesma forma que as pessoas querendo entrar no trem, ai enquanto algumas pessoas se embolam disputando um lugar para sentar, as que estão soltas, sentam primeiro...risos..é só uma analogia...kkkkkk... Recitei poemas como o Menina Pretinha e Geração de excluídos de autoria do Akins Kinte, para finalizar poema de Maria Tereza e Sou assim de minha autoria...
Durante o sarau algumas surpresas. Vinicius foi uma destas surpresas, pois foi o seu primeiro poema, relembrando de ativistas do Hip Hop que não se encontra entre nós, mas finalizando que a luta continua...Parabéns pelo poema.
Axé!!!
Elizandra Souza


Vinicius, parabéns pelo poema!!

Trupe Marginaliaria.

Mais informações: http://www.buzo10.blogspot.com/

Um comentário:

Barraco Das Ideias disse...

valeu,
pela presença, a conversa e poesias
e pela inspiração de poder falar para os mais novos que tenho uma irmã que batalha e esta vencendo a luta contra os pré-conceitos,
um grande abraço
força e fé.